18 de setembro de 2006

Caixa 2

By Renata que só escreveu meia dúzia de coisas à toa, ganhou a flor e inspirou uma arte. Bom, né?!

4 comentários:

Tempo de Brilhar disse...

interessante ;)

bruni... disse...

É, o que meia duzia de palavras não fazem...rs

Lizzie disse...

Flor, não consegui ler o que diz ao lado da imagem :(
Beijos:*

Foi bom prá mim! disse...

A caixa da menina
nada se parecia
com a de Pandora.
Não por ser
pura bondade.
Era sim,
muitas vezes atrevida.
Um "não" lhe cortava
o coração
E um "talvez"
nunca era suficiente.
Menina mimada?
Que nada!
Apenas não se conforma que cresceu.
E vai atrevida a menina
vendo a vida com seus olhos
Olhos grandes, coração meio endurecido
e a cabeça cheia de nuvens.