9 de novembro de 2006

Criança

Houve um tempo
onde tudo eram cores
onde tudo eram amores
onde tudo rimava.

Hoje as rimas
foram desfeitas
os sonhos esquecidos
a pipa presa no fio elétrico.

Houve um tempo
onde se queria
ser gente grande
ser professora
ser bailarina.

Hoje a realidade
nos faz esquecer
de tudo isso.

Houve um tempo
em que as felicidades
eram certas,
que bastava aprender
a olhar, para vê-las
tão certas assim.

Houve um tempo
que criança tinha
esperança.

Hoje, a única esperança
é acreditar na criança.

By Renata aos 12 anos de idade com ares de profetisa.

4 comentários:

Anônimo disse...

Nossa Rê...
Li e lembrei de uma poesia de Fernando Pessoa (Alvaro de Campos)chamada aniversário, simplesmente perfeita! Vou deixar um trechinho pra vc... (mas essa poesia me deixa triste, triste mesmo...vixxx tô começando a não fazer mais o menor sentido...Affff)

"No TEMPO em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu era feliz e ninguém estava morto.
Na casa antiga, até eu fazer anos era uma tradição de há séculos,
E a alegria de todos, e a minha, estava certa com uma religião qualquer. (...)
(...) O que eu sou hoje é como a umidade no corredor do fim da casa,
Pondo grelado nas paredes...
O que eu sou hoje (e a casa dos que me amaram treme através das minhas
lágrimas),
O que eu sou hoje é terem vendido a casa,
É terem morrido todos,
É estar eu sobrevivente a mim-mesmo como um fósforo frio...
No tempo em que festejavam o dia dos meus anos...
Que meu amor, como uma pessoa, esse tempo!
Desejo físico da alma de se encontrar ali outra vez,
Por uma viagem metafísica e carnal,
Com uma dualidade de eu para mim...
Comer o passado como pão de fome, sem tempo de manteiga nos dentes!
(...)Pára, meu coração!
Não penses! Deixa o pensar na cabeça!
Ó meu Deus, meu Deus, meu Deus!
Hoje já não faço anos.
Duro.
Somam-se-me dias.
Serei velho quando o for.
Mais nada.
Raiva de não ter trazido o passado roubado na algibeira!...
O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!..."

É amiga e por ai vai sábio poeta!!
bjossssss
Rê Ruiva

Dani Vidal disse...

Que coisa linda!!!!!!
Simples e complexo, adorei.
E pensar que você era tão novinha quando escreveu...
Parabens.

Thaís disse...

Nossa...
Estou aqui perplexa!!
=)
Muito interessante...
simples e ao mesmo tempo "provocante"!!
Muito bom!!
=)

thiago. disse...

nossa... lindo o texto. nem parece que foi escrito por uma crinça de 12 anos...