13 de agosto de 2008

Dura, dure, duro


A falta de motivação me deixa assim com ar de preguiça e sonolenta.
Também, coisa mais difícil manter o ânimo para ser saltitante diariamente sem um bom motivo.

Bom motivo = Qualquer motivo

Eis aqui minha lista de bons motivos quaisquer:

- Um novo amor
- Um novo amor correspondido
- Um amor tipo fênix
- Um convite para tomar um vinho por mais calor que esteja fazendo.
- Qualquer coisa ligada ao amor que dure um pouco mais que uma eternidade tão efêmera!

Acho melhor me concentrar no trabalho e procurar por aqui motivos para me animar. Quem sabe minha chefe não se anima e me dá um aumento? Daí, eu compro um vestido novo, saio saltitante por aí e encontro um bom motivo estilo Mun-Ha!


By Renata que só pensa naquilo. E nas olimpíadas também. Talvez esteja sonolenta por passar a noite em claro em frente à televisão.

10 comentários:

Antonoly disse...

O problema do ser humano é precisar sempre de estímulos para se mover, para ir em frente.

www.blowgh.wordpress.com

Erich disse...

Dizem que fazer compras é um ótimo remédio pra quem está se sentindo meio pra baixo ... então monte a estratégia para ganhar o aumento e vamos as compras.

danisiinha disse...

pois eu me animo até com o sol , até não porque não há nada mais lindo do que o sol , céu azul... as vezes me acho alice no pais das maravilhas ... mas é bom ter sempre um sorriso aberto! bjss

Leonardo Dognani disse...

eu achei engraçadinho^^
mas posso dizer que não se deve depender de outros para ser feliz^^
e sim, ser feliz^^

mas se não for um amor, e só alguém que passou por aí, pode-se (e DEVE) se divertir sem apego, como um prazer no meio de uma aventura^^
isso faz bem mesmo rsrsrs

Mun-ha?
>.<
medo!
xD

bjos.

Anônimo disse...

Concordo com o primeiro Post.. Não devemos buscar estimulos no outro.Agora, uma roupa nova com certeza é um excelente estímulo pra sair por aí, e se jogar.
Volto a repetir (postei no texto anterior), vc tem mto da filosofia de Platão , me diga, vc já teve uma relação concreta?

Celso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Celso disse...

Vinho, opa!
É comigo mesmo!
Tinto, velas e pétalas de rosas...
O aroma do vinho é maravilhoso, é envolvente, a cada gole descobre-se muito sobre a taça...

Foi bom prá mim! disse...

Ai, explicar o próprio texto, não é bom sinal.
Mas, às vezes quando a gente conta tantas histórias, é normal que quem leia queira entendê-las.
Mun-ha= eterno, o que nunca morre. (vide Thundercats)
Ah, não sou seguidora de Platão, pelo menos, não todo o tempo.
Beijos, Renata

Daniel disse...

sim sim sim ,
os grandes amores da vida estão nas coisas mais simples, sutis e verdadeiras!
Elas estao presentes no nosso cotidiano, acontecem, fazem parte de nós...
o grande amor nao é razão.. e sim consequecia... reflexo...
reflexo dos amores q possuimos nos nossos corações e nas nossas vidas.
amar é viver...
enquantamos estivermos vivos, sempre seremos amantes e amados..
isso é uma das belezas de se viver!

Cris disse...

Re
Sou eu ... Lili!
Só tem uma coisa pra te dizer:
SE JOGA PINTOSA PÕE ROSA!
E vem ver o mar, vem!