17 de março de 2008

Carta

Ei!
Quanto tempo! Saudade!
A vida tá boa. A cada dia gosto mais do meu trabalho, apesar do salário ser o ó. A cada dia estou mais organizada com as minhas coisas, o que não chega a ser grande coisa, porque continuo bagunceira. Fiz 32 anos e uma das diferenças que senti foi valorizar mais a minha casa e minhas coisas. Pode ser também porque ouvi de um ex que sou desleixada. Não gostei. E desde então tô revendo meus conceitos. Desapegada sim, desleixada...Deus me livre!
O que mais?
Ah, saindo muito, mas sem baladas. Já não gosto mais. Não aguento filas e nem me espremer numa pista de dança. Tô sem beber também. Por pouco tempo, a quaresma tá acabando, na verdade acabou ontem, mas eu sempre a estendo. Ninguém entende o porquê de se privar de algo durante 40 dias. Faz muito sentido pra mim. O auto controle, a gratidão por tudo que tenho e a certeza de que posso viver com menos.
Não que eu queira. Ultimamente penso em aumentar a família. Mas isso é papo para outra ocasião.
Penso em me livrar de 10 quilos. Não tenho um plano para isso ainda. Mas quero parecer mais nova. Sério! A idade me chateia. Apesar de não estar sozinha! Todo mundo anda envelhecendo. E a cada dia, estou mais careta.
Coração? A cada dia mais em sintonia com a cabeça. Não sei se isso é bom. Até para fazer "loucuras" peso os prós e os contras.
O que me deixou feliz nos últimos dias:
- quitei meu carro!
- ganhei mais um afilhado (está a caminho)
- amigos (sempre!)
- fui no podólogo (gostei demais)
Sei lá, um monte de coisinhas à toa. Tô feliz! Ou tô traquilona, ao menos!
Já falei demais, pra variar.
Dê notícias. Sempre!
Beijo e mais beijo.
Renata.
By Renata que quer fazer ovos de páscoa e nunca perder contato com quem se gosta.

11 comentários:

Daniel disse...

foi a primeira vez que vi uma carta, no estilo carta mesmo, num blog. eu acho o máximo da intimidade, da proximidade ocm o leitor. é interessante ver esse formato.
bom pra ficar bem perto das visões de uma mulher, com a tua situação. a gente se identifica com algumas preocupações. acho que os textos mais íntimos têm esse propóstio, da identificação. fico epnsando, com meus 24 anos, o que eu vou eestar pensando aos 32? e pareces empolgada, mas realista. me conforta. eu gostaria de estar mais empolgado sempre, mas às vezes acabo assim, só dizendo que o cotidiano está me satisfazendo.

Bruna Battirola disse...

gostei muito desse post... acho tão mais fácil de escrever assim, mas no meu blog nao me arrisco a escrever assim...diria muita coisa que não merece ser dita, muita coisa que quero esquecer, e tentaria expor sentimentos que nem sei explicar, apenas sinto e é isso...

continue assim... passarei mais vezes por aqui...

http://felizanovelho.blogspot.com

bjooooo

caio arroyo disse...

Eu nunca consegui escrever desse jeito ,muito legal, eu tenho 10 anos a menos que voce e ja nao tenho saco para as mesmas coisas, acho que é mais cabeca do que idaders

Salvador Lucas­ disse...

Bom post, a idade realmente chateia as vezes, mas não tem como parar o tempo, então, o jeito é viver a vida como ela é, velho ou não. “E a cada dia, estou mais careta” todo mundo fica careta um dia =] “Quitei meu carro” eu não tenho carro, mas quando eu comprar, vou comprar a vista, mas vou começar a juntar dinheiro bem antes ;-D “...e nunca perder contato com quem se gosta...” uma coisa que nunca deveríamos fazer é perder contato com quem se gosta =D
Tchau!

Alexander Bastos disse...

Muito legal esse post, como um diário mesmo, poucos blogs hj em dia são assim... muito sucesso pra vc! parabéns pelo carro.


www.blogdospiratas.org

André Logan disse...

Fazia tempo que não lia um post tão bacana... a intimidade com as palavras está perfeita...

Joice disse...

Gostei muito do jeito que vc escreve.. se expressa realmente do profundo do seu ser..

Euzer Lopes disse...

Muito legal esta carta.
Tenho saudades, muitas, de receber uma pelo correio...

"Quando o carteiro chegou e meu nome gritou com a carta na mão..."

Conquistadores (Didixy) disse...

Embora eu tenha 20 anos, tb desisti de baladas, nunca fui fã.

Uma coisa puxa a outra e aproveitando, vc falou sobre rever alguns conceitos, não deixe de ver a entrevista em meu blog. Boas dicas de uma pessoa que já tem sucesso no mundo dos blogs. (Uma coisa puxa a outra..rsrs).

bjs

blog disse...

Esse tom confessional - e a honestidade que ele traz em seu bojo - é que me deixa sem palavras.
Acho incrível mesmo.

Assim como acho incrível a privação durante a quaresma. Já tentei e o resultado foi pífio.

Um abraço, menina.

Johnny M. disse...

Você, ao contrário da maioria, pelo visto consegue pôr em prática as tarefas a que se propõem. Todo mundo costuma sempre deixar na fase da promessa. E textos, cartas assim, são bons para lermos no futuro, daqui há 10 ou 20 anos. São uma revelação.