7 de janeiro de 2008

Eu me amo

Sou a favor da gente respeitar os nossos próprios limites. De ir até onde a gente dá conta. Às vezes, um pouco além. Mas nada que te pareça pesado demais. Quem sabe de mim, sou eu! Afinal quem bateu a cabeça, quem se decepcionou, quem chorou o leite derramado foi euzinha. Isso tudo, você pode chamar de experiência, eu chamo de capacidade de impor meus próprios limites.
Aquele papo de viver 10 anos a mil, não é comigo! Sou mais viver 1000 anos a 10! Pense bem: você chega numa festa ótima, gente bacana, música boa, você está se sentindo linda naquele vestido e seu cabelo tá do jeito que você desejaria que fosse todo dia. Então,
-opção A: Você bebe um copo atrás do outro! Whisky, champagne, vinho... o que vier, você traça! Dança sem parar e fica bêbado em menos de 1 hora. Ou,
-opção B: pega seu copo de whisky, circula pela festa, dança aquela música ótima, bebe um copo d' àgua entre um drink e outro, retoca a maquiagem e aproveita até o fim da festa?
Definitivamente, sou mais a opção B! Não quero sair do jogo tão cedo, portanto poupo meus jogadores e conheço bem a minha tática. Isso não é garantia de 100% de vitórias, mas a chance de se reerguer é bem maior do que a do Corínthias que vai no mínimo demorar 1 ano.

By Renata que não é tão boa com metáforas quanto o nosso presidente e que precisa urgentemente de um ventilador!

5 comentários:

Louise Mira (Luly) disse...

MUITO bom. Amei o jeito q vc escreve!!!

sucesso, sucesso, sucesso!

adeusmundocruel disse...

eu concordo.... vale muito mais viver 1000 anos a 10... gostei dos seu estilo de escrever... passa lá no meu blog, vc vai gostar...
http://adeusmundocruel.wordpress.com

Bernardo Lima disse...

Opa, blz?
vim retribuir a boa visita que fizeres lá no Reflexões.
É realmente importante para meu blog, seus comentários críticos e avaliadores

felizmente em alguns lugares as pipas não foram extintas...

me lembrou aquela música "eu me amo, eu me amo, não posso mais viver sem mim..."
rsrs
sobre a queda corinthiana, mt me alegrou...rsrs

Aguardo mais visitas tuas lá no Reflexões!

Grande abraço!

- Janine disse...

Gostei =]
Isso tudo é verdade. Já pensei em usar a situação B pra 'recuperar o tempo perdido', mas depois percebi que isso não é tempo perdido, pq eu me conheço e sei meus limites. :)
conheço gente que aje assim, e eu já consigo ver que não vai durar 'até o fim da festa', vai perder a graça.

o/

Kyhetha Way disse...

Sabe, eu concordo plenamente com vc... depois q morre cedo e assim vê q aproveitar a vida nao eh só beber e fazer tudo o q der na cabeça... e sim fazer as escolhas certas.