11 de dezembro de 2007

Desmedida

Em meio a uma colherada e outra de risoto meio sem sal, sai a seguinte frase:

- Da Renata eu já desisti! Ela não vai arrumar homem mesmo!

Juro que meu primeiro ímpeto foi concordar, afinal grande parte de mim, também desistiu. Mas fiz uma cara de assustada como que perguntasse: E de onde você tirou essa idéia? E apenas disse: Será? E sorri.

Continuei a comer a carne que estava bem salgada. Mas o assunto já havia contaminado o ambiente. Uns riam, outros descordavam, censuravam quem havia ousado pensar aquilo em voz alta. No fundo todos deviam pensar que eu devia ser um caso perdido. Quando aparece alguém na minha vida, ou não demora a desaparecer ou parece muito suspeito.
Nem sempre foi assim. Saía de um namoro e entrava em outro. Namoros longos! Mas os namoros foram ficando mais curtos, assim como a minha paciência. Poderia citar mil motivos. Desde a independência feminina, passando por questões estéticas, sociais e até macumba! Mas, de novo, vou apenas sorrir.
Ainda bem que o maior amor de todos é o amor-próprio.
Mas não é o único, né?
Quem sabe em 2008?

By Renata que pede muito a Deus que da sua boca não saia palavras que ofendam alguém e que anda sonhando toda noite

6 comentários:

sapo disse...

nuncase sabe sobre 2008

tudo pode acontecer

www.wanna-a-drink.zip.net

Na conta! disse...

Bah! Assim, independente do pensamento de terceiros, não se deve querer encontrar alguem por "forçamento". Tem que deixar rolar, e na hora que tiver de ser, será!
Boa sorte aí garota :)
http://poenaconta.blogspot.com/

Psicopata disse...

Eu axo que tem que deixar tudo acontecer naturalmente... encontrar alguem sem procurar...
se faz tempo que esta sozinha, é porque esta andando no lugar errado...
boa sorte
e nunca desista de voce mesmo que os outros façam isso
bjo

Lucas Afonso disse...

sim, passando aqui de novo!

2008, me aguarde!

queria falar que o servidor do meu blog mudou:

www.wanna-a-drink.blogspot.com

CapinaremosRH@gmail.com (Zanfa) disse...

O que não pode é desistir. =P

Fernando disse...

Verdade, Renata. Mas bom também é o maior amor de todos, aquele, que também ama nosso amor próprio.

Beijocas!

http://colunafantasma.blog.terra.com.br/