10 de abril de 2008

"pra ser sincero, prazer em vê-la até mais"






Como assim me tornar uma perfeita estranha para alguém que foi tão importante na minha vida? E vice-versa.
Aquela amiga de infância que você conheceu no maternal, que morava perto da sua casa , que você cresceu no quintal da casa dela e até levou ela para viajar pra praia com você!
Pois é, e aí na adolescência ela vira dark e você patricinha. Ou vice-versa. E aí todos aqueles anos de cumplicidade, de irmandade, perdem a liga!
E aquela amiga da adolescência, das festas de música lenta, do primeiro beijo, do primeiro namorado? Aquela que chorava com você dividindo os seus imensos problemas existenciais?
Em que momento ao longo do caminho vocês pararam de falar a mesma lingua?
Os namorados, ou melhor os ex-namorados são um capítulo a parte. Aquele cara que conhecia cada pedacinho de você, estava com você no dia mais feliz da sua vida quando você passou no vestibular e aquele outro namorado que estava no dia mais triste, no enterro do seu pai por exemplo, e foi tão importante, tão fundamental. E de repente se torna quase um inimigo. Porque isso foi acontecer? Tudo bem, ele fez uma baita sacanagem no final, mas agora 10 anos depois a gente nem lembra mesmo o que foi.
Mas o meu coração se parte mesmo por causa das ex-amigas.
Não só aquelas com quem a gente quebrou o pau e ficou de mal.
Mas aquelas que sem perceber a gente foi perdendo.
Perdendo porque sairam da escola, mudaram do bairro, arrumaram um namorado chato ou até mesmo porque a gente não achava mais "ela" tão legal assim, tão interessante.
Tanta amizade. Tanto carinho. E tudo isso anos depois te traduzem numa perfeita estranha quando você a vê no supermercado, cheia de filhos , as duas cheias de pressa e nenhum assunto.

O que me consola é que de um jeito ou de outro, aquela amiga de tanto um tempo atrás te tornou uma pessoa melhor. E vice-versa
É, o que a gente se tornou hoje tem a contribuição de tanta gente...



Post by Patrícia que apesar de ter ex amigas ainda é muito amiga de amigas do bairro, da escola e de novas amigas. O que também é muito bom!

12 comentários:

caio arroyo disse...

Eu odeio esse tipo de situacoa quando nao vejo alguem faz tempo e essa pessoa vem falar comigo e fica aquele silencio estranho do passado que nao volta mais, acho que acontece isso com todo mundo ne, o tempo apaga amizades e muito mais

Everaldo Ygor disse...

Olá...
Encontros e desencontros...
São Assim...
Mas, amizades - elas nunca morrem...
Abraços
Everaldo Ygor
http://outrasandancas.blogspot.com/

Regiane disse...

xa...tbm fico muito triste por saber que essas xoisas realmente acotecem...tudo que vc escreveu ja aconteceu comigo e com certeza com muita gente.
o melhor é aceita que,como diria pedro bial, "os amigos vem e vão, mas não se esqueça dos poucos e bons".

Marina disse...

é, realmente é uma situação horrível.
também já tive muitas amigas desse tipo.
mudam completamente.


beijos.
aliás, ótimo blog ok;

Tati disse...

Hmmm, quem nunca passou por isso?! É, nós somos "bichos estranhos"... (adorei o título do post... )

André Logan disse...

Tenho vários "amigos" assim... hoje nenhum dos meus melhores amigos são de infância.

by aguia81 disse...

A vida é assim mesmo! Imagina se todos os amigos que você mantivesse contato com todos os amigos que você conheceu durante toda a sua vida? Daria conta do recado? Poderia acabar agrandando uns e magoando outros...
Nessa peneira os amigos que "somem", mas encontramos por aí, do nada, e que acabam mexendo com nossos pensamentos e sentimentos, esses sim são verdadeiros amigos, apesar da distância

Henrique disse...

Oi pessoal!
Primeira visita de uma série.
Bom, amizade, pra mim é o mais importante nesta vida.
Amores vem e vão. Alguns ficam pra sempre mas não temos este controle.
Agora, amigo a gente mantém pq gosta de graça desta pessoa. A única coisa que nos liga aos amigos é o fato de querer estar perto. E isso é o que vale.

Abs

Dani Vidal disse...

Isso me deu um vazio agora...

melhor ainda é quando há uma distancia de anos separando grandes amizades, mas no reencontro o brilho no olhar é o mesmo. E depois de tudo perceber que ali foi só uma virgula, ainda tem continuação.

Dany Lee disse...

q lindo post
parabens
entendo exatamente tudo o que disse e sinto a mesma coisa
parabens pelo blog muito perfeito

keroj disse...

Por pior que pareça isso é mais comum do que se imagina e tudo o que podemos fazer é sorrir e chorar com as lembranças de quem um amamos.

Cintia disse...

Oi meninas! Como estão? Bacana o blog de vcs, vou passar pra ler os posts e comentar mais vezes. Aliás, também comecei um blog com assuntos do universo feminino por esses dias. Posso incluir o endereço de vcs nos meus links favoritos? :)

Beijos.